Protocolo para a colaboração das reservas da Biosfera portuguesas disponibiliza 2,2 milhões

Um protocolo hoje assinado para a colaboração das reservas da Biosfera portuguesas disponibiliza 2,2 milhões de euros para a promoção e valorização destes territórios, anunciou o Governo.

"O que está aqui verdadeiramente em causa são 2,2 milhões de euros que é um contributo importante para os vários agentes envolvidos. Estamos em crer que nos próximos anos vão surgir projetos, no sentido de podermos trazer a estes territórios mais conhecimento, mais promoção de todos os valores e recursos endógenos que os distinguem, melhorar a qualidade de vida das pessoas que aqui vivem e trazer pessoas que os visitem", afirmou Célia Ramos.

A governante, deslocou-se a Castelo Branco, para assistir à assinatura do protocolo no âmbito do programa Ambiente, que envolve as 11 reservas da Biosfera portuguesas, a Secretaria-Geral do Ambiente e da transição Energética e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).
"O facto de conseguirmos ter as nossas 11 reservas [da Biosfera] em conjunto neste programa vai permitir, em rede, fazer ações de promoção e valorização dessas mesmas reservas, visando, em primeiro lugar, reforçar o conhecimento científico, conservar a natureza a partir desse mesmo conhecimento e envolver as populações", explicou.

Deste modo, Célia Ramos espera que se consiga trazer para estes territórios mais uma oportunidade para a sua valorização e desenvolvimento.

"Conhecimento e envolvimento das populações são de facto os pilares que alicerçam as boas ações e medidas da conservação da natureza e desenvolvimento sustentável destes territórios", sustentou.
Adiantou ainda que este protocolo congrega as grandes linhas de força que o Governo delineou para a conservação da natureza e biodiversidade.
"Adotamos as reservas da biosfera como laboratórios vivos, não só as reservas, mas também as áreas protegidas. No meio disto tudo, temos uma chancela UNESCO que é como sabem, uma dimensão simbólica muito importante na promoção externa destes territórios", concluiu.

CCC // HB
Lusa/Fim

Data da Notícia: 
Viernes, Mayo 17, 2019